terça-feira, outubro 09, 2007

Diesel: "Global Warming Ready"

Ao longo do ano de 2007 a provocativa campanha publicitária da Diesel, “Global Warming Ready”, com o dedo do talentoso Terry Richardson, tem corrido o mundo.

A campanha mostra de forma muito subtil (numa primeira impressão não se percebe quais os locais de fundo), imagens de Nova York completamente inundada, Paris tomada pelo calor, a China coberta de areia, e o Rio de Janeiro invadido pelo mar - uma referência clara ao fenómeno do aquecimento global.

Nova York desaparece do mapa.

Para além das imagens, a marca lançou também pequenos catálogos com os supostos mapas do futuro, onde muitos dos locais que conhecemos são completamente inundados.

Londres torna-se uma pequena ilha, e Itália torna-se uma bota “anoréctica”.

Paris é invadido por vegetação tropical e temperaturas elevadas.

Veneza lida com aves exóticas.

A muralha da China é rodeada pelo deserto.

A campanha como seria de esperar, gerou polémica com várias opiniões distintas a surgirem.
Uns argumentam que se trata da banalização de um assunto extremamente importante, como o aquecimento global e da ridicularização do mesmo. Outros dizem que se trata de uma campanha para ganhar dinheiro á custa de um problema global e real.

Outros elogiam-na afirmando que é uma campanha extremamente irónica e crítica, que mostra que as pessoas não estão prontas para alterar a sua vida para evitar estes acontecimentos, ou seja, toda a gente se preocupa, mas ninguém está ainda disposto a fazer qualquer tipo de sacrifício para o evitar.

Segundo o Director Criativo da Diesel, Wilbert Das, a marca tenta sempre ironizar e parodiar para gerar debate e estimular diferentes pontos de vista entre consumidores e amigos.

O "falem bem ou falem mal, mas falem de mim" encaixou-se como uma luva no desenvolvimento criativo, mas fez a Diesel ser alvo de fortes ataques por causa de uma campanha mal executada.

Talvez as pessoas a lembrem como "aquela que ridicularizou o aquecimento global", ou "aquela que se aventurou a desenvolver uma campanha á custa da sua própria marca, para despertar nas pessoas as consequências dos nossos hábitos consumistas desenfreados."

Só o tempo o dirá...

1 comentário:

Rui Dias disse...

A campanha está excelente... embora gostasse muito de ver esta "preocupação ambiental" estendida á concepção das roupas "Diesel".